Notícias

Análises de notícias sobre incêndios para América do Sul e Caribe

Autores: Gimena Podestá, Emiliano Melchiori, Alberto Setzer, Fabiano Morelli, Debora Moraes

Incêndios florestais nos meios de comunicação

O objetivo desta seção que se apresenta é realizar uma pesquisa das notícias que aparacem nos meios de comunicação sobre a ocorrência e pesquisa de incêndios nas vegetações, acompanhando as informações, quando possível, a detecção via satélites de focos de calor do sistema BDQUEIMADAS do INPE.

Com estes dados, notícias e focos de calor, pretende-se realizar uma dupla verificação sobre a realidade dos incêndios na América do Sul e Caribe. De um lado, o interesse dos meios de comunicação em massa sobre o tema incêndios nas vegetações, sua origem e consequência, do outro lado, a eficácia dos sistemas de monitoramento para acompanhar e fortalecer as informações que são apresentadas nas notícias, fornecendo dados que até o momento não são comuns na mídia, como imagens de satélites da situação atual e anterior dos incêndios, mapas de focos de calor, medições das áreas afetadas, entre outros produtos que podem ser gerados.

Busca das informações

É definido notícia, uma nova informação sobre algum evento. Os eventos de interesse para nosso estudo são os incêndios nas vegetações e para este caso em particular, as notícias que são processadas, são fornecidas por relatórios periódicos com dados de eventos de incêndios recentes.

Na busca por notícias de incêndios que ocorrem na América do Sul e Caribe encontramos numerosas fontes na internet. Podemos mencionar jornais de alcance local, regional, nacional e internacional. Essas diversas fontes raramente apresentam informações de maneira exclusiva e geralmente encontramos informações redundantes que referenciam acontecimentos de grande magnitude e que ocorrem em diferentes lugares do mundo. Hoje em dia é comum encontrar notícias em todo tipo de jornais, como no Chile, Austrália ou Califórnia, mesmo sem saber em que lugar do mapa se encontra esses lugares. Somente quando um evento de incêndio não toma a notoriedade devido o envolvimento de uma pequena área sem grande importância ecológica e aparece geralmente em um jornal local e não possui uma repercussão de nível nacional ou internacional. É comum encontrar múltiplas referências em um portal de notícias referendo-se a um mesmo evento de acordo com a evolução dos acontecimentos, ou a medida que se obtém mais ou melhores informações a respeito do evento.

Neste trabalho, a redundância deve ser eliminada para que cada notícia que se processa seja única e represente somente um evento. De todas as notícias disponíveis sera escolhida a informação que mais resultar confiabilidade.

O processo de busca das notícias sobre incêndios é realizada de forma periódica analisando alertas de notícias incorporadas ao sistema de busca do Google. Estes alertas de notícias são recebidos em uma conta de correio eletrônico e são verificadas diariamente e de forma manual. De todas as notícias recebidas sobre um determinado evento, apenas uma é escolhida para representar o mesmo. Em seguida, é verificado no sistema de monitoramento de focos de calor do INPE sobre a existência de detecção de focos de calor para a área descrita na notícia.

Quando surge uma notícia sobre um evento de incêndio tomando como lugar um determinada localidade, é comum que a notícia continue até que o incêndio seja extinguido por causas naturais ou por bombeiros. Nestes casos se registram ambas as datas de início e termino de acordo com as notícias e as detecções do sistema de monitoramento. Isto é, o momento em que apareceu a primeira detecção e quando deixou de aparecer.

Dados obtidos

Notícias nos meios de comunicação para os meses de Janeiro à Dezembro de 2014

As informações obtidas dos meios de comunicações, durante os meses de Janeiro à Dezembro de 2014, sobre os incêndios nas vegetações na América do Sul e Caribe são resumidos no seguintes gráficos de barras.

Total de notícias sobre incêndios na América do Sul e Caribe (clique na imagem para ampliar)

Mapas da densidade de focos de calor e notícias (clique na imagem para ampliar )

Dentre as causas para quais não há focos de calor acompanhando as notícias, podemos mencionar a escassa duração ou o tamanho dos incêndios, assim como também a presença de nuvens nas regiões aonde ocorreu o incêndio.

Cabe mencionar que os incêndios de maior duração e tamanho mencionados nas notícias, foram sempre acompanhadas por detecções do sistema de monitoramento.